Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

‘Chuva de estrelas’ na cidade da Praia

Ritmos nativos de Cabo Verde misturam-se com folk e jazz, num dos mais emblemáticos festivais de África.
João Bénard Garcia 9 de Abril de 2019 às 01:30
A carregar o vídeo ...
Cuca Roseta esteve em Cabo Verde
Centenas de artistas de países banhados pelo oceano Atlântico estão reunidos desde ontem na cidade da Praia, em Cabo Verde, naquela que será, até dia 11, a maior plataforma de trocas culturais transatlânticas.

O berço da morna, do funaná e do batuque recebe a 7ª edição da Atlantic Music Expo (AME), o maior encontro de profissionais de música de África e da América Latina, e promete muitas novidades, dos Estados Unidos, passando por Cuba, até chegar à África do Sul.

Além de conferências e showcases, haverá palcos espalhados pelo centro histórico da capital que servirão para apresentar cantores da nova geração e novas sonoridades de artistas da velha guarda.

O AME termina a 11, dia em que, à noite, avança a 11ª edição do Kriol Jazz Festival, evento que colocou a Praia na rota obrigatória do jazz mundial.

A música vai encher a cidade com momentos memoráveis, sendo um deles a atuação da fadista Cuca Roseta, que na praça Luís de Camões vai inaugurar o Kriol, cedendo nessa noite o palco aos locais Mário Lúcio & Simentera.

A noite de dia 12 vai aquecer, e bem, com o samba do brasileiro Zeca Pagodinho, a coladeira e o funaná de Tito Paris, os cubanos Comité e a singularidade de uma ‘residência de artistas’ batizada D’Alma Lusa, com Cuca, Anabela Aya (Angola), Karyna Gomes (Guiné-Bissau), Otis (Moçambique), Roberta Campos (Brasil) e Mirri Lobo (Cabo Verde). Mayra Andrade abrilhanta o dia 13.
Ver comentários