Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Primeiros resultados dão vitória ao ANC nas eleições legislativas da África do Sul

Votação para o parlamento é encarada como um "referendo" à política do ANC.
8 de Maio de 2019 às 07:47
Campanha eleitoral junto às mesas de voto
Eleições xxx
Eleições xxx
Campanha eleitoral junto às mesas de voto
Eleições xxx
Eleições xxx
Campanha eleitoral junto às mesas de voto
Eleições xxx
Eleições xxx
Os sul-africanos são chamados esta quinta-feira a ir às urnas para eleger o novo parlamento numa altura em que o país mais industrializado de África apresenta uma estagnação da economia, uma dívida galopante, uma taxa de desemprego elevada e escândalos vários a atingir o ANC, o partido no poder em Pretória.

As eleições são, por isso, um teste para o presidente Cyril Ramaphosa, o sucessor de Jacob Zuma que durante os anos de governação, entre 2009 e 2018, acumulou escândalos e acusações de favorecimento.

E são também uma oportunidade para os partidos da oposição, como a Aliança Democrática (AD), apresentarem os seus programas anti-corrupção. A AD é, de resto, a força política que espreita a principal subida.

O partido que tradicionalmente foi da maioria branca abastada mudou o perfil e é hoje uma força transversal à sociedade da África do Sul tendo elegido 89 lugares ao parlamento nas eleições de 2019.

ANC lidera eleições legislativas

O Congresso Nacional Africano (ANC), que está no poder desde 1994 na África do Sul, lidera as eleições legislativas, segundo resultados preliminares apresentados esta quinta-feira pela Comissão Eleitoral Independente.

O ANC, partido histórico de Nelson Mandela, está a liderar com 54,65% dos votos, segundo dados da Comissão Eleitoral Independente.

A Aliança Democrática (DA), principal partido da oposição, surge em segundo lugar com 26,49% dos votos, à frente da terceira maior força política do país, o partido de esquerda radical Fighters for Economic Freedom (EFF), com 8,07%.

Ver comentários