Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Portugal pode ser porta de entrada na Europa para a África Austral

Conferência a 30 de maio vai reunir em Lisboa empresários portugueses e da África Austral, precisamente para "criar sinergias e interesses comuns".
9 de Maio de 2019 às 13:45
Bandeira da África do Sul
Bandeira da África do Sul
Bandeira da África do Sul
Bandeira da África do Sul
Bandeira da África do Sul
Bandeira da África do Sul
O presidente da Câmara de Comércio e Indústria luso-sul-africana (CCILSA), Tino Vieira, defendeu esta quinta-feira que Portugal começa a ser uma alternativa ao Reino Unido para a entrada das empresas da África Austral na Europa.

O líder da CCILSA falava à agência Lusa a propósito da conferência que a 30 de maio vai reunir em Lisboa empresários portugueses e da África Austral, precisamente para "criar sinergias e interesses comuns".

"Queremos ajudar as empresas sul-africanas que estão interessadas em vir para a Europa, e que dantes vinham pelo Reino Unido, a entrarem por Portugal, que agora é visto como uma plataforma tecnológica, com produtos de qualidade, pessoas com capacidade, boa educação, universidades com aulas em inglês, ou seja, está a correr bem para Portugal, que fica atrativo para as empresas em África que procuram investir no estrangeiro", disse o presidente da CCILSA.

"Os mercados estão diferentes, os países em África hoje estão a sofrer um bocado, enquanto em Portugal está a correr relativamente bem, o país está estável e a crescer, mas os mercados mudam e os países que crescem hoje podem piorar para o ano, por isso é preciso criar sinergias, 'networking' e interesses comuns bilaterais", disse Tino Vieira, em declarações à Lusa.

O Portugal SADC Business Forum 19 traz a Portugal, a 30 de maio, altos responsáveis da Angola Cables e da transportadora aérea angolana TAAG, o vice-presidente da Vodafone na África do Sul, Saki Makozoma, o líder da agência de promoção do investimento no país, Yunus Hoosen, e o antigo ministro das Finanças sul-africano Trevor Manuel, num encontro que será aberto pelo ministro da Economia de Portugal.

A conferência apresenta-se como "a primeira iniciativa do género, reunindo líderes do mundo empresarial prontos para partilhar a experiência, o conhecimento e as oportunidades do potencial económico existente na Africa Austral".

A Comunidade Económica da África Austral (SADC, na sigla em inglês) tem um mercado de 300 milhões de habitantes, "com oportunidades ainda pouco exploradas por Portugal e com um crescimento do PIB de 3,7% nos últimos cinco anos", pretendendo apresentar Portugal como porta de entrada para a União Europeia.
Ver comentários