Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Assange recusa ser extraditado para os Estados Unidos. Foi condenado a 50 semanas de prisão

Fundador dos Wikileaks foi condenado esta quarta-feira, no Reino Unido.
2 de Maio de 2019 às 11:30
 Julian Assange detido em Londres
Julian Assange detido em Londres
 Julian Assange detido em Londres
 Julian Assange detido em Londres
Julian Assange detido em Londres
 Julian Assange detido em Londres
 Julian Assange detido em Londres
Julian Assange detido em Londres
 Julian Assange detido em Londres
O fundador do Wikileaks, Julian Assange, disse ao tribunal de Londres esta quinta-feira que não queria ser extraditado para os Estados Unidos para ser julgado por um dos maiores compromissos de informação confidencial da história.

Os Estados Unidos pediram a extradição de Assange, que foi arrastado da embaixada equatoriana em Londres no passado dia 11 de abril, e acusou-o de conspiração para cometer uma invasão de computador, com pena máxima de cinco anos.

Questionado numa audiência na Corte de Magistrados de Westminster se concordava em ser extraditado para os Estados Unidos, Assange disse que não queria se render a essa extradição.

O fundador da WikiLeaks foi esta quarta-feira condenado a 50 semanas de cadeia, no Reino Unido, por violar as condições de liberdade condicional em 2012 quando se refugiou na embaixada do Equador. 
Ver comentários