Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Cão torna-se "médico" da dona após esta descobrir doença rara

Clive fez um curso de 18 meses para se tornar o cão de assistência médica de Michelle.
8 de Maio de 2019 às 11:17
Clive
Clive
Clive com a dona Michelle
Clive
Clive
Clive com a dona Michelle
Clive
Clive
Clive com a dona Michelle
Um cão de raça Cocker passou a ser o médico "herói" da sua dona depois de ter aprendido quais os momentos em que ela precisa de tomar a medicação.

Michelle Sutherland, do Reino Unido, sofre da doença de Addison, uma doença rara das glândulas supra-renais e uma condição que afeta a quantidade de hormonas no corpo.

A doença tem como consequência o coma fatal caso Michelle não ande controlada no que toca à toma da medicação.

Depois de a doença ter sido diagnosticada, o cão, de nome Clive, começou a ter uma atitude da qual a dona não gostava. Clive tentava, várias vezes, arranhar e lamber o rosto de Michelle.

Foi ao conversar com a médica Claire Guest, co-fundadora da Medical Detection Dogs, em 2013, na Crufts, um evento canino no Reino Unido, que a mulher de 31 anos percebeu que o animal estava a tentar relembrar a dona de que ela tinha de tomar a medicação. Isto acontecia quando o cão detetava um cheiro na boca da dona.

Segundo o Medical News Today, pesquisas sugerem que os cães podem detetar muitos tipos de cancro nos seres humanos.

Através de cheiros, os cães podem detetar a presença de células cancerígenas ou células saudáveis que estão a ser afetadas pelo cancro. Dependendo do tipo de cancro, os cães podem detetar cheiros na pele, na respiração, na urina, nas fezes e no suor de uma pessoa.

Clive, que Michelle tem desde que era um animal bebé, agora aprendeu a alertar a dona quando ela liberta o cheiro específico associado à sua doença.

Por causa disso, segundo o jornal Metro, Clive fez um curso de 18 meses para se tornar o cão de assistência médica de Michelle.

Michelle disse em entrevista que "quando conhecemos o Clive ele era como outro animal de estimação. Agora é o meu braço direito".

Para ter a perceção das situações num ambiente habitual, o curso de Clive foi realizado em casa. Desde que terminou o curso, em 2014, o cão passou a ajudar Michelle em todos os momentos da sua vida.
Ver comentários