Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Juiz candidato de Trump ao Supremo Tribunal acusado de violação em grupo

Brett Kavanaugh nega os factos e disse que a acusação de uma terceira mulher é "ridícula".
26 de Setembro de 2018 às 18:50
Brett Kavanaugh e Donald Trump
Juiz Brett Kavanaugh
Juiz Brett Kavanaugh
Juiz Brett Kavanaugh
Brett Kavanaugh é a escolha de Trump para juiz do Supremo nos EUA
Brett Kavanaugh e Donald Trump
Juiz Brett Kavanaugh
Juiz Brett Kavanaugh
Juiz Brett Kavanaugh
Brett Kavanaugh é a escolha de Trump para juiz do Supremo nos EUA
Brett Kavanaugh e Donald Trump
Juiz Brett Kavanaugh
Juiz Brett Kavanaugh
Juiz Brett Kavanaugh
Brett Kavanaugh é a escolha de Trump para juiz do Supremo nos EUA
Brett Kavanaugh, juiz indicado por Donald Trump para integrar o Supremo Tribunal dos Estados Unidos, é agora acusado de ter participado em violações em grupo. A denúnica surge através daquela que é a terceira mulher a queixar-se de ter sido vítima de um ataque sexual por parte do magistrado. O depoimento de Julie Swetnick está a chocar a América.

Segundo avança o El País, a mulher diz que o juiz participou em reuniões de grupo nos anos 80, durante as quais os seus elementos drogravam mulheres com sedativos, com o objetivo de abusar delas.

Kavanaugh nega os factos, dizendo que se trata de uma acusação "ridícula". "Não sei quem é essa pessoa e isso nunca aconteceu", sublinha o juiz, num comunicado divulgado pela Casa Branca.

Donald Trump continua a defender o seu candidato para o Supremo Tribunal e diz que as acusações são falsas. 

Esta nova queixa, de uma terceira mulher, surge um dia antes de o juiz se defender em tribunal das acusações psicóloga Christine Blasey Ford, que diz ter sido violada por Brett Kavanaugh num festa, em 1982.
Ver comentários