Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Rússia volta a defender a presença dos seus militares na Venezuela

Recomendou ainda aos Estados Unidos que parem de "ameaçar" o país sul-americano.
Lusa 30 de Março de 2019 às 17:04
Maria Zakharova
Maria Zakharova
Maria Zakharova
Maria Zakharova
Maria Zakharova
Maria Zakharova
Maria Zakharova
Maria Zakharova
Maria Zakharova

A Rússia voltou a defender este sábado a presença dos seus militares na Venezuela e recomendou aos Estados Unidos que parem de "ameaçar" o país sul-americano, que atravessa uma profunda crise política e social.

"Recomendamos que os Estados Unidos parem de ameaçar a Venezuela, de sufocar a sua economia e empurrar o país para uma guerra civil, violando abertamente a lei internacional", disse a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russos, Maria Zakharova, num comunicado.

"Nós apelamos a todas as forças políticas venezuelanas que coloquem os interesses da sua terra natal acima das suas próprias ambições para o diálogo", acrescentou.

Rússia Venezuela Estados Unidos Ministério dos Negócios Estrangeiros Maria Zakharova política
Ver comentários