Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

Governo devolve suplementos a polícias e GNR durante as férias

Decisão entra em vigor a 1 de janeiro de 2019.
Miguel Curado 25 de Outubro de 2018 às 09:48
Polícia
PSP
PSP
GNR
GNR
Polícia
PSP
PSP
GNR
GNR
Polícia
PSP
PSP
GNR
GNR
Em dia de manifestação que vai reunir ao fim da tarde desta sexta-feira, em Lisboa, milhares de agentes de várias forças de segurança, o Ministério da Administração Interna informou a direção da Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP) que vai levantar os cortes nos suplementos em tempo de férias aos profissionais desta polícia.

Esta decisão entra em vigor a 1 de janeiro de 2019, nove meses depois de, em março deste ano, o Supremo Tribunal Administrativo ter deferido a providência cautelar da ASPP, que pedia a ilegalidade desta decisão, decidida pelo Governo de José Sócrates, em 2011.

Contactado pelo CM, Paulo Rodrigues, presidente da ASPP, considera positiva esta decisão do MAI, mas garante que a mesma não vai servir para desmobilizar a manifestação desta tarde, da Comissão Coordenadora das Forças de Segurança.

"Vamos continuar a lutar para que sejam pagos aos polícias os retroactivos deste corte, que durou sete anos", concluiu o dirigente sindical.

Também a Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR) recebeu uma informação do gabinete der Eduardo Cabrita "a informar que os Profissionais da GNR vão auferir os suplementos em tempo de férias a partir do dia 1 de janeiro de 2019, bem como o descongelamento das carreiras a partir da mesma data com negociação."

"Tudo isto foi possivel com a insistência e persistência de luta pelos direitos, atingimos um novo direito nunca antes alcançando", afirma a direcção da APG/GNR.

Ver comentários