Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Mário Nogueira nega saída do PCP

Sindicatos admitem frustração com os partidos de esquerda nas negociações com os professores.
9 de Maio de 2019 às 08:53
Mário Nogueira admite ainda alguma esperança na aprovação
Mário Nogueira
Mário Nogueira admite ainda alguma esperança na aprovação
Mário Nogueira
Mário Nogueira admite ainda alguma esperança na aprovação
Mário Nogueira
Mário Nogueira, secretário-geral da Fenprof, negou esta quarta-feira a intenção de deixar de ser militante do PCP, como tinha sido avançado na imprensa. "Não é verdade. É uma não notícia", afirmou.

O dirigente não quis utilizar a palavra traição, mas admite contudo frustração por PCP e BE não aceitarem a cláusula de salvaguarda financeira exigida agora pelo PSD e CDS, o que deverá impedir a aprovação da recuperação integral.

"Eu não quereria falar em traição, porque os únicos que têm compromissos com os professores são os sindicatos. Agora que frustram expectativas, os [partidos] de direita e os de esquerda, menos o PS que já não frustra expectativas de ninguém, frustram", disse Mário Nogueira.

O dirigente mantém alguma esperança na aprovação dos 9 anos, 4 meses e 2 dias de recuperação, mas avisa que se isso não acontecer o final do ano letivo será complicado.

Em cima da mesa está a greve às avaliações a partir de 6 de junho, mas Nogueira admite agora outras formas de luta. A decisão sairá de uma reunião na próxima semana entre os 10 sindicatos.
Ver comentários