Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Chuva abençoou cortejo para 50 mil estudantes no Porto

Tempo menos agradável não travou entusiasmo, nem os 43 carros das várias faculdades.
Ana Silva Monteiro 8 de Maio de 2019 às 09:23
Chuva abençoou cortejo para 50 mil estudantes no Porto
Universitários durante Queima das Fitas no Porto
Queima das Fitas do Porto 2019
Queima das Fitas do Porto 2019
Queima das Fitas do Porto 2019
Queima das Fitas do Porto 2019
Queima das Fitas do Porto 2019
Chuva abençoou cortejo para 50 mil estudantes no Porto
Universitários durante Queima das Fitas no Porto
Queima das Fitas do Porto 2019
Queima das Fitas do Porto 2019
Queima das Fitas do Porto 2019
Queima das Fitas do Porto 2019
Queima das Fitas do Porto 2019
Chuva abençoou cortejo para 50 mil estudantes no Porto
Universitários durante Queima das Fitas no Porto
Queima das Fitas do Porto 2019
Queima das Fitas do Porto 2019
Queima das Fitas do Porto 2019
Queima das Fitas do Porto 2019
Queima das Fitas do Porto 2019
A chuva não foi um entrave para os milhares de alunos que esta terça-feira desfilaram pela Baixa da cidade Invicta. A alegria e a nostalgia misturaram-se naquele que é o dia mais aguardado pelos estudantes.

A comandar o cortejo, iam os finalistas, todos com as cartolas quase desfeitas das bengaladas que levaram durante o dia. Os caloiros, deslumbrados, seguiam o desfile a entoar os cânticos dos seus cursos.

"Estar neste cortejo como finalista é uma sensação inexplicável. É muita emoção, é o culminar de cinco anos em que se viveu muita coisa. Não dá para descrever", disse ao Correio da Manhã Cristian Coelho, finalista de Medicina.

Se para uns este é o último desfile, para outros é parte do início do percurso académico. "Estou emocionada. Isto é incrível. Estou a adorar. Neste tempo de praxe, criámos uma família e é bonito estarmos aqui todos juntos. É mesmo difícil de descrever o que sinto neste momento", assegurou Mariana Martins, caloira do curso de Psicologia.

Pelas ruas a vibrar com os estudantes, estavam os familiares. "A minha filha é finalista do curso de Medicina. Estou muito orgulhosa do seu percurso. Foram anos de luta, de sacrifício e de muita persistência. Ela merece isto porque foi conseguido com mérito absoluto", contou Olívia Gonçalves, também sem esconder a emoção.

Pela Baixa do Porto, desfilaram 50 mil estudantes e 43 carros das diferentes faculdades da academia. Muitos deles com algumas críticas à falta de alojamento e aos preços elevados que se praticam para estudantes e aos preços das propinas.

Outros pediam para as pessoas dizerem não à violência.
Ver comentários