Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Detidos dois pedófilos que abusaram de familiares no Norte

Operário da construção civil, de 54 anos, violou a filha durante 5 anos e fugiu para França.
Liliana Rodrigues 24 de Abril de 2019 às 08:45
PJ do Porto
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
PJ do Porto
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
PJ do Porto
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária
A Polícia Judiciária do Porto deteve dois abusadores sexuais de crianças. As vítimas são ambas familiares dos arguidos, mas apenas um ficou em prisão preventiva.

No Porto, um operário da construção civil, de 54 anos, violou durante cinco anos a filha na casa onde a família vivia. Quando percebeu que a vítima, agora com 15 anos, tinha perdido o medo e se preparava para fazer a denúncia, o progenitor emigrou para França.

Voltou a Portugal para passar as férias da Páscoa e foi detido mal aterrou no Aeroporto Sá Carneiro, onde o esperavam inspetores da Polícia Judiciária do Porto.

Foi ouvido em primeiro interrogatório judicial e o juiz de instrução criminal decidiu aplicar-lhe a medida de coação mais grave: foi levado para a cadeia de Custoias, em Matosinhos, onde vai aguardar julgamento em prisão preventiva.

Já um jovem de 16 anos, detido por abusar da sobrinha, que agora tem sete anos, foi libertado pelo juiz do tribunal que o ouviu. O estudante tinha 12 anos quando começou a abusar da sobrinha, de apenas quatro anos.

A vítima vivia com os pais em casa dos avós paternos, onde o tio também residia, numa freguesia de São João da Madeira.

Nenhum familiar desconfiou do jovem pedófilo, que cuidava muitas vezes da menina quando os pais estavam a trabalhar. A menina relatou há poucos dias os abusos do tio e a mãe apresentou logo queixa na PJ.

O juiz proibiu o agressor de contactar com a vítima, que vai emigrar com o pai.
Ver comentários