Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Falha notificação a assassino que espancou a mãe

Hospital-Prisão de Caxias alega não ter recebido a requisição do Tribunal de Setúbal.
S.G. 5 de Abril de 2019 às 09:18
Luís Xavier está no hospital-prisão
Prisão de Caxias
Hospital-prisão de Caxias
Cadeia de Caxias
Luís Xavier está no hospital-prisão
Prisão de Caxias
Hospital-prisão de Caxias
Cadeia de Caxias
Luís Xavier está no hospital-prisão
Prisão de Caxias
Hospital-prisão de Caxias
Cadeia de Caxias
A primeira sessão de julgamento do homem que, a 22 de abril de 2018, espancou a mãe até à morte, no Pinhal Novo, Palmela, foi esta quinta-feira adiado por falta de comparência do arguido.

O Hospital-Prisão de Caxias, onde Luís Xavier está em prisão preventiva, alega não ter recebido a requisição do Tribunal de Setúbal para levar o preso, ontem de manhã, ao julgamento, pelo que a sessão ficou adiada para o dia 21 de maio.

Depois de submeter a mãe, de 86 anos, a horas de tortura física, Luís Xavier espetou-lhe uma esferográfica no pescoço e nos olhos.

Está acusado de homicídio qualificado.
Ver comentários