Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão

Incêndio deflagrou dentro de um quarto do 5º andar da unidade, onde ardeu um sofá.
Ana Palma 1 de Março de 2019 às 08:43
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Fogo obriga a retirar 45 pessoas de hotel em Portimão
Um foco de incêndio que deflagrou esta manhã de quinta-feira num quarto do 5º andar do Hotel Algarve, na Praia da Rocha, em Portimão, obrigou à retirada de 45 pessoas do interior da unidade hoteleira, por razões de segurança.

Segundo o CM conseguiu apurar, o alerta foi dado às 09h41 e a primeira viatura dos bombeiros de Portimão chegou ao local às 09h45. "Pelas 09h50 o fogo foi dado como extinto", revelou ao CM Richard Marques, comandante dos Bombeiros Voluntários de Portimão.

O fogo ficou circunscrito ao referido quarto da unidade hoteleira, onde ardeu um sofá. No entanto, devido ao fumo, os operacionais "tiveram de proceder à ventilação mecânica do espaço, com equipamentos específicos para o efeito", esclareceu ainda o comandante Richard Marques.

A pronta atuação dos funcionários da unidade hoteleira de cinco estrelas, sobretudo no que toca à retirada de quem se encontrava no interior do imóvel, foi "importante" para a rapidez das operações, reconheceu Richard Marques, que referiu não ter havido qualquer vítima.

Além das equipas dos Bombeiros Voluntários de Portimão, foram ainda acionadas para o local as corporações de bombeiros de Lagos e Monchique, que acabaram por não ter necessidade de intervir.

A PSP de Portimão foi obrigada a cortar o trânsito na zona, de forma a facilitar a movimentação dos meios de socorro. A Polícia Judiciária foi acionada e está a investigar as causas do incêndio.
Ver comentários