Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Governo vai avançar com novo simplex SOS

Costa Primeiro-ministro revela que apresentará medidas para agilizar investimento público e privado e admite manter layoff mas limando o apoio, sobretudo no que toca à taxa social única empresas Prioridade ao reforço de capital próprio
Salomé Pinto 28 de Maio de 2020 às 15:06
Costa Primeiro-ministro revela que apresentará medidas para agilizar investimento público e privado e admite manter layoff mas limando o apoio, sobretudo no que toca à taxa social única empresas Prioridade ao reforço de capital próprio
Por Salomé Pinto 28 de Maio de 2020 às 15:06

Há casos de portugueses que optam pela eutanásia no estrangeiro?
Sim. Não há números oficiais, mas sim parcelares.

Os partidos inscreveram a eutanásia nos seus programas eleitorais de 2019? 
Nem todos. O BE, PAN e IL, com o deputado no parlamento, fizeram-no. O PS não pôs a morte medicamente assistida no programa como que se apresentou às legislativas, embora tenha aprovado uma moção a favor da eutanásia num congresso partidário, em 2016.

Vai realizar-se um referendo? 
Não se sabe. CDS-PP e vários dirigentes do PSD defenderam uma consulta aos portugueses, a exemplo do que aconteceu com outra matéria complexa e delicada - a despenalização do aborto, em 1998 e em 2007. Em ambos os casos, o referendo só aconteceu depois de o parlamento aprovar a lei. Rui Rio, líder social-democrata, remeteu a questão para mais tarde.

Na terça-feira à noite, um grupo de deputados do PSD anunciou que vai avançar com uma iniciativa de referendo, que terá como primeiro subscritor o deputado Pedro Rodrigues. Para resultar num referendo, a resolução terá de ser aprovada em plenário da Assembleia da República e integrar as perguntas a formular e a definição do universo eleitoral da consulta.

A carregar o vídeo ...
vídeo eutanásia
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)