Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Marcelo diz que chuva dos últimos dias é "boa notícia" mas "não chega"

Presidente da República manifestou-se esta quarta-feira preocupado com a seca em Portugal.
24 de Abril de 2019 às 15:31
Marcelo Rebelo de Sousa marca presença na abertura da Ovibeja
Marcelo Rebelo de Sousa marca presença na abertura da Ovibeja
Marcelo Rebelo de Sousa marca presença na abertura da Ovibeja
Marcelo Rebelo de Sousa marca presença na abertura da Ovibeja
Marcelo Rebelo de Sousa marca presença na abertura da Ovibeja
Marcelo Rebelo de Sousa marca presença na abertura da Ovibeja
Marcelo Rebelo de Sousa marca presença na abertura da Ovibeja
Marcelo Rebelo de Sousa marca presença na abertura da Ovibeja
Marcelo Rebelo de Sousa marca presença na abertura da Ovibeja
Marcelo Rebelo de Sousa marca presença na abertura da Ovibeja
Marcelo Rebelo de Sousa marca presença na abertura da Ovibeja
Marcelo Rebelo de Sousa marca presença na abertura da Ovibeja
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou-se esta quarta-feira preocupado com a seca em Portugal, frisando que a chuva que tem caído nos últimos dias é uma "boa notícia", mas "não chega" para resolver o problema.

"Em relação à seca, claro que nos preocupa a todos, é boa notícia o que tem acontecido nos últimos dias, mas não chega", disse Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, em Beja, durante uma visita à feira agropecuária Ovibeja, acompanhado pelo ministro da Agricultura.

O Chefe de Estado frisou que o problema da seca "é tão preocupante" que o tema da Ovibeja deste ano é o efeito das alterações climáticas na agricultura, "o que quer dizer que todos estamos preocupados", nomeadamente agricultores e responsáveis políticos.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que tem havido uma "mudança, em muitos aspetos radical e muito positiva", na agricultura e "no sentido de atrair mais gente nova, novas atividades, de aumentar as exportações, de melhorar do ponto de vista tecnológico e de formação das pessoas".

"Portanto, quem há 20, 30 anos, dizia [que] a agricultura estava morta em Portugal, enganou-se", afirmou.

Questionado pelos jornalistas sobre críticas e alertas de ambientalistas em relação aos efeitos ambientais das culturas intensivas, como o olival, Marcelo Rebelo de Sousa disse que "tudo deve ser debatido abertamente" e "é muito importante" haver "um entrelaçamento constante entre o ambiente e a agricultura".

"Não há agricultura que não tenha a ver com ambiente, não há preocupações ambientais que possam passar nomeadamente à margem da agricultura e do mundo da agricultura", defendeu.

O Chefe de Estado disse que "tem havido esse diálogo, claro, e tem de haver" e questionou "como é que era possível tratar temas ambientais, pelos menos aqueles que não têm a ver com a vida urbana, sem estar em diálogo com a agricultura?".

"Como é que é possível tratar da agricultura e os agricultores não viverem todos os dias senão a realidade do ambiente?", acrescentou.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que a Ovibeja "está num ótimo caminho, 36 edições sempre a subir" e é um certame com "projeção nacional e internacional" e, por isso, "muito importante" para Beja, que, "como uma realidade tão importante" para a economia e a sociedade portuguesas, "não pode ficar distante, afastada".
Ver comentários