Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Motard ferido após colisão com comboio em Silves

Condutor de motociclo chocou com composição quando as cancelas estavam fechadas.
Rui Pando Gomes e Ana Palma 7 de Janeiro de 2019 às 06:00
Mota conduzida pela vítima ficou destruída depois da colisão com um comboio na passagem de nível de Algoz
Motociclista ferido com gravidade após colidir com comboio em Silves
Motociclista ferido com gravidade após colidir com comboio em Silves
Motociclista ferido com gravidade após colidir com comboio em Silves
Linha de comboio
Linha de comboio
Mota conduzida pela vítima ficou destruída depois da colisão com um comboio na passagem de nível de Algoz
Motociclista ferido com gravidade após colidir com comboio em Silves
Motociclista ferido com gravidade após colidir com comboio em Silves
Motociclista ferido com gravidade após colidir com comboio em Silves
Linha de comboio
Linha de comboio
Mota conduzida pela vítima ficou destruída depois da colisão com um comboio na passagem de nível de Algoz
Motociclista ferido com gravidade após colidir com comboio em Silves
Motociclista ferido com gravidade após colidir com comboio em Silves
Motociclista ferido com gravidade após colidir com comboio em Silves
Linha de comboio
Linha de comboio
Um motociclista ficou este domingo ferido com gravidade depois de colidir com um comboio regional na passagem de nível de Algoz, no concelho de Silves. A GNR investiga as causas do acidente.

Segundo apurou o CM, o alerta para o acidente de viação foi dado às 13h22. As cancelas, segundo revelaram testemunhas no local, "estavam fechadas e a sinalização sonora e luminosa estava a funcionar". O motard, de 68 anos, colidiu com a composição que estava a passar naquele preciso momento.

"Ouvi um grande barulho e depois já só vi a mota e o homem caído no chão", recordou ao CM José Manuel Silva, que conhece o motociclista e ficou surpreendido porque este "conhece bem o local" e já passou nesta passagem de nível "milhares de vezes".

Já Francisco Rodrigues, que estava num café junto à linha férrea, considera que o condutor da mota "não terá visto a cancela devido ao sol ou a uma distração". O comboio parou cerca de duzentos metros à frente, junto à estação.

O motociclista foi socorrido pelos bombeiros de Silves, Cruz Vermelha e INEM. "A vítima sofreu ferimentos graves, foi estabilizada e transportada para o hospital de Faro", explicou ao CM António Nunes, comandante dos bombeiros de Silves, que esteve no local.

A GNR esteve no local e a circulação ferroviária e rodoviária estiveram condicionadas. As autoridades admitem as hipóteses de o motociclista ter ficado encandeado com o sol ou uma falha mecânica.
Ver comentários