Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Preços altos levam a motim de reclusos em Setúbal

Cerca de 200 presos recusaram-se esta terça-feira a almoçar.
Miguel Curado 8 de Maio de 2019 às 09:25
Prisão de Setúbal
 Prisão de Setúbal
Prisão
Prisão de Setúbal
 Prisão de Setúbal
Prisão
Prisão de Setúbal
 Prisão de Setúbal
Prisão
Os reclusos - cerca de 200 - do Estabelecimento Prisional de Setúbal organizaram esta terça-feira um motim, à hora de almoço, em protesto contra o aumento dos preços, que consideram excessivo, de diversos produtos na cantina dos presos.

Contactados pelo CM, os Serviços Prisionais admitem que foi feito "um reajuste dos preços dos produtos na cantina", e que por isso, na semana passada, "os reclusos fizeram um abaixo-assinado de protesto".

Os presos exigiram ser recebidos pela diretora da prisão, e mesmo depois de, segundo os Serviços Prisionais, "lhes ter sido explicado que o aumento derivou de um concurso para a compra de produtos", recusaram-se ontem a almoçar no refeitório.

O aumento da tensão na cadeia levou à chamada, por parte da diretora do estabelecimento prisional, de uma equipa do Grupo de Intervenção dos Serviços Prisionais (GISP).

No entanto, ainda antes da chegada desta equipa de elite os guardas prisionais conseguiram demover os reclusos em fechar-se nas celas.

"O GISP ficou na prisão para garantir que os distúrbios não regressavam", concluiu fonte prisional.
Ver comentários