Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Queixas por clonagem de cartões em Olhão e Tavira

Uma das vítimas ficou sem mais de 600 euros, em diversos levantamentos.
João Mira Godinho 2 de Abril de 2019 às 08:13
Dados dos cartões usados para colocar dinheiro numa conta no Chipre
PSP
PSP
PSP
Dados dos cartões usados para colocar dinheiro numa conta no Chipre
PSP
PSP
PSP
Dados dos cartões usados para colocar dinheiro numa conta no Chipre
PSP
PSP
PSP
A clonagem de cartões em caixas de multibanco fez várias vítimas em Olhão e Tavira, nos últimos tempos. A PSP confirmou ao CM que já recebeu diversas queixas de pessoas afetadas.

Tiago Mendonça foi um dos lesados. Tiraram-lhe mais de 600 euros da conta bancária. "A última vez foi no sábado [23 de março]. Quando fui fazer um pagamento e não consegui, contactei o meu banco para saber que pagamentos eram aqueles que tinha no extrato", contou ao CM.

"Foi quando me disseram que todos os meses estavam a tirar dinheiro. Começaram por retirar um valor muito baixo, depois passaram para mais elevados", continua, referindo que o banco o informou que "o dinheiro estava a ir para uma conta bancária no Chipre".

A investigação do esquema está entregue à Polícia Judiciária, em conjunto com a PSP.

Casos semelhantes detetados durante o verão em Lagos
No verão passado já tinham sido registados casos semelhantes em Lagos. O esquema, que fez pelo menos 15 vítimas, terá tido início ainda em agosto, com a instalação de equipamentos para copiar as bandas magnéticas nas ATM e microcâmaras para filmar os códigos.

Os levantamentos de dinheiro, que variaram entre os 100 e os 400 euros, foram detetados já no mês de setembro. Uma das vítimas foi lesada em 800 euros, com dois levantamentos de 400 euros, em dias consecutivos.

PORMENORES
Equipamento nas ATM
O Comando de Faro da PSP explicou ao CM que, para concretizar a burla, foram instalados aparelhos nos multibancos que copiavam as bandas magnéticas dos cartões e microcâmaras que gravavam os códigos.

Vítimas de vários bancos
Ao que o CM apurou, as vítimas são de várias instituições bancárias, incluindo Montepio, Caixa Geral de Depósitos e BPI.
Ver comentários