Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Termómetros chegam hoje aos 30 graus. Conheça os cuidados a ter com as temperaturas altas

Fim-de-semana vai ser quente em todas as regiões do país.
4 de Maio de 2019 às 13:17
Temperaturas voltam a subir. Calor
Temperaturas voltam a subir. Calor FOTO: Lusa
Os termómetros vão subir este fim de semana. Com as temperaturas a chegar aos 30 graus este sábado há quem aproveite para ir até à praia.

Com o aproximar dos dias e noites quentes há recomendações que se devem ter em conta. Os índices de radiação ultravioleta vão começar a registar um aumento significativo tornando a exposição solar particularmente perigosa, obrigando ao reforço de cuidados não só com a pele mas também com todo o organismo.

Saiba quais as recomendações da Direção Geral de Saúde para lidar com o calor extremo:

Efeitos da exposição ao calor intenso na saúde

São vários os efeitos negativos que o contacto solar prolongado pode ter, dado que o corpo humano quando é exposto a temperaturas mais elevadas do que a ambiente vai absorver esse calor e, consequentemente, aumentar a temperatura corporal interna.

A forma como o organismo reage a esse aumento de calor e os efeitos negativos que advêm dessa circunstância são diferentes em cada pessoa, podendo variar de um ligeiro rubor, desidratação, edema, desmaios, cãibras e, em situações extremas, até mesmo à perda de vida.

Quem está mais vulnerável ao calor

Algumas pessoas são mais sensíveis aos efeitos do calor intenso e por isso exigem uma atenção especial e medidas específicas para estarem protegidas. Crianças nos primeiros anos de vida, pessoas com 65 ou mais anos, portadores de doenças crónicas e pessoas que desenvolvem actividades no exterior devem reforçar os cuidados.

Cuidados a ter quando o calor está mais intenso

Todos os cidadãos devem manter-se informados não só sobre as condições climáticas previstas mas também sobre comportamentos que promovam a protecção contra o calor.

Procurar locais climatizados, não deixar animais de estimação no carro "estacionado" pois eles também podem desenvolver doenças relacionadas com o calor, evitar zonas de poluição e mudanças bruscas de temperatura, beber água mesmo quando não tem sede e fazer refeições frias são alguns dos conselhos.

Bebés e crianças pequenas devem vestir roupas leves e de cor clara, utilizar sempre um chapéu, beber mais água do que o habitual, evitar exposição direta ao sol, aplicar protector solar antes de sair de casa e nunca deixar o menor dentro um carro estacionado ou outro local exposto ao sol.

Évora Faro Lisboa Portugal Porto Direção Geral de Saúde
Ver comentários