Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Azeredo Lopes admite ter ponderado "muitas vezes" demitir-se

Ex-ministro da Defesa avançou que ponderação aconteceu durante a crise do furto de Tancos.
Lusa 7 de Maio de 2019 às 20:30
Azeredo Lopes
Azeredo Lopes
Azeredo Lopes
António  Costa com o então ministro da Defesa, Azeredo Lopes, em 2017
Azeredo Lopes
Azeredo Lopes
Azeredo Lopes
António  Costa com o então ministro da Defesa, Azeredo Lopes, em 2017
Azeredo Lopes
Azeredo Lopes
Azeredo Lopes
António  Costa com o então ministro da Defesa, Azeredo Lopes, em 2017

O ex-ministro da Defesa José Azeredo Lopes admitiu esta terça-feira que ponderou "muitas vezes" demitir-se durante a crise do furto de Tancos e fê-lo quando achou que estava a ser prejudicial ao próprio Governo.

Na audição, a última das 45 feitas pela comissão parlamentar de inquérito ao furto de material militar de Tancos, Azeredo Lopes afirmou que "ponderou muitas vezes" sair do Governo naquele período.

No início da reunião, que se prolongou por mais de quatro horas, o antigo ministro declarou que "a partir do momento em que, no espaço público, se avança com ataques à honra", a sua "continuação em funções deixa de ser útil e passar a ser prejudicial" para o próprio executivo.

Tancos ex-ministro da Defesa José Azeredo Lopes Governo Azeredo Lopes ministro política parlamento
Ver comentários