Barra Cofina
Powered by

Meia maratona da Nazaré abdica dos craques e aposta no atletismo popular

A prova mais concorrida de Portugal disputa-se domingo pela 44.ª vez.
Por Mário Figueiredo 16 de Novembro de 2018 às 15:00
Ciência desmonta mitos sobre a alimentação
Meia maratona da Nazaré abdica dos craques e aposta no atletismo popular FOTO: Vítor Estrelinha
A meia maratona da Nazaré, que se disputa este domingo, cumpre a sua 44.ª edição. Já foi a prova mais concorrida do País, com mais de mil participantes e os melhores atletas da atualidade. Atualmente é uma grande festa do desporto popular.

A meia maratona internacional da Nazaré é a mais antiga disputada em Portugal e a segunda da Península Ibérica.

Começou em 1975. Com um percurso bem desenhado, percorrendo a marginal, foi fácil angariar atletas e rumar ao sucesso. A campeã olímpica Rosa Mota foi uma presença assídua. Ganhou em sete edições. Também Rita Borralho, então no Benfica, amealhou três triunfos.

Nos homens, Anacleto Pinto e José Dias (três vezes), Hélder de Jesus, José Sena, José Abreu, Luís Horta e, mais recentemente, Luís Jesus e Ricardo Ribas, também inscreveram o seu nome na lista de vencedores.

Com o boom do running e a crise, a corrida da Nazaré foi perdendo fulgor. Sem dinheiro para manter o elevado nível competitivo, nomeadamente com atletas estrangeiros e a elite portuguesa, soube reinventar-se. Continua com um dos percursos mais bonitos e direcionou as atenções para os atletas de pelotão.

Ainda antes das ondas gigantes se tornarem famosas, já a meia maratona da Nazaré colocava a localidade no mapa e era uma importante fonte de receita para a região. Agora, além da meia maratona, é realizada em simultâneo uma prova convívio em estafeta ‘Meia a Meias’ (dois atletas com cada um a correr precisamente 10 548 metros).

A corrida de 10 km, que ficou conhecida como a Volta à Nazaré, cumpre a sua 23.ª edição. Há ainda uma caminhada, a 13.ª, com 6 km. Ou seja, um programa rico e dedicado à família numa das localidades mais bonitas da região. Além disso, a comida é excelente e é certamente um dia bem passado. Há inscrições de última hora, a 25 euros. Uma boa corrida turística!